domingo, 5 de março de 2017

Existir e Resistir - 8 de Março


Menina Quando Ninguém Está Olhando
 Arquivo Pessoal

Nesse 8 de Março pense nas meninas. Meninas próximas, dentro da sua família, aquelas que cruzam seu caminho todos os dias. Pense nas vezes que foram violentas, desacreditadas, silenciadas, humilhadas.
Nesse dia 8 de Março não dê flores, dê apóio, proteção e voz. Ainda que pareça improvável, pense que abusadores não são monstros, eles são pessoas comuns. Perversos andam em todos os meios.
Lembre que para uma menina chegar a acusar seu abusador, ela percorreu sozinha um inferno de medo, culpa e sofrimento. Não a desacredite. Não diga que ela se enganou. Ela estava lá, quando ninguém estava olhando.
Não esconda o abuso, não preserve o abusador. A vergonha é de quem faz o mal. A vergonha é de quem se omite diante do mal. Não seja parte do mal.
O 8 de Março não é sobre flores, ou elogios. O 8 de Março é sobre existir, e para uma mulher existir em sua plenitude as meninas precisam crescer em segurança.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Sua Voz




Avenida do Parque Schloss Kammer - Gustav Klimt

Sua voz... a minha primeira voz
A voz que me chamou à vida
Eu dentro e você dizendo meu nome
Sua voz se perdeu em mim
Ficou distante, e de repente se fez silêncio
Mas um silencio tão cheio de você
Que sufoca a saudade e faz de mim parte de você
Eu deixo você ir,
E hoje sua voz fala em mim.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Meu Novo Canto



 Memória Fora Da Cabeça/Uma Chamuça na Casa da Cascata - Os Gêmeos



Meu coração pulsa pelo canto novo
Os velhos hinos já não arrepiam minha pele
Eu quis cantar a alma aberta
Liberta de toda rima ou métrica
Meus sons foram sentidos tão diferentes
Do que eu senti ao emiti-los
Como me fazer entender?
A dança é feita de instinto
E o meu, me preserva
E assim, sigo abrindo caminhos
Por onde meu novo canto me leva.



quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Não Se Explica




Danae - Gustav Klimt


E há o que não se explica,
Só um olhar que em silêncio percorreu minha alma.
Fui vista como nunca antes,
E eu a reconheci.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Sem Mais

As Banhistas - Paul Cézanne

Muitas vezes, o acaso vem para nos distrair
Assim, como quem não quer nada
Até nos rouba um sorriso
Mas não tarda e logo deixa claro
Que é só mais do mesmo,
O antigo já não encontra abrigo.
Sem mais...
Não mais.

domingo, 9 de setembro de 2012

Caminhos do Além



Cupido Dormindo - Caravaggio

Meus sonhos me levaram por tantas terras,
Meus pés, por vezes se cansaram.
Andei, como quem faz do sonho alimento maior da alma.
Mas hesitei ao vê-los tomarem formas turvas
Tentei acordar, viver a dita realidade
Esta comum aos de olhos vazios
Sou feita de coisa além de pó
O sopro inicial ainda percorre minhas entranhas
Sou ancestral, descendente.
Quando não sei, intuo.
Aprendo de olhar
E vejo além, além de mim.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

O Que Me faz Bem

Noite Estrelada Sobre o Ródano - Van Gogh

Quero estar perto do que me faz bem
Me cercar do que me é caro
Não que isso seja fácil
É o que faz sentido para mim.
O que me faz bem também me questiona
Me intriga, me conforta
Me faz rever velhos hábitos
Limpa meus olhos viciados.
E é doce o embate
não fere, mesmo quando irrita
Parece bobo o jogo
de fingir medir forças
quando apenas se mostra
o melhor jeito de ficar junto.